terça-feira, 22 de setembro de 2009

Saudades eternas do Gerê da Timba

É com enorme tristeza que venho anunciar o descanso de Gerê da Timba. Aos 64 anos, Gerê como todos o chamavam, faleceu de pneumonia ainda na madrugada de 20/09. Morador de rua, amigo dos cães, catador nato de papelão e íntimo de instrumentos de percussão. Gerê gostava de samba do bom, vivia cantando os grande sucessos de Martinho da Vila e de Originais do Samba. Toda tarde Gerê parava seu carrinho de recicláveis de baixo de alguma árvore e abria alguma revista de mulher pelada (conforme foto), ele dizia ser algumas namoradas que ele tivera no passado. Gerê foi pedreiro durante muito tempo, mas o fato de degustar largas quantidades de doses de pinga, fez com que ele desanimasse de trabalhar em obras. Gerê era amigo das pessoas do Centro de São José dos Campos e agora descansa em paz.