terça-feira, 19 de abril de 2011

Seu brilho me banha... Seu banho me faz brilhar...

Essa postagem, em especial, vai para todos que curtem contemplar a Lua, à noite, na madrugada adentro, admirando esse satélite natural. Para alguns que curtem a doideira bater, assistindo a perfeição desse espetáculo fenomenal. Para todos que curtem a maré levando, sob a luz desse corpo galáctico. Para aqueles que saem para aproveitar um pouco, só um pouquinho... da noite, mas não esquecem de levar junto de si, o óculos de sol. Para aqueles que entendem que, necessariamente, qualquer luz deve ser desligada e apagada, mediante a claridade natural que ela (Lua) nos presenteia. Essa singela mensagem, se estende ainda, aos agricultores, aos astrólogos, claro! Que conhecem a História do princípio ao fim, bem como, todos que crêem no misticismo lunar. Sem esquecer dos astrônomos, lógico! E me digam; o que seriam dos perseverantes ufólogos? Ahhhh os pescadores... É sob referência dela (Lua), que se permite ter alimento para alguns que dela dependem. Meus amigos surfistas, minha raiz indígena que idolatra e endeusa Jaci. Vai além de tudo, para os cabeleireiros, para os semi inférteis, aos pesquisadores.

Mas o propósito verdadeiro mesmo disso tudo, é reverenciar essa perfeição da natureza que tanto abrilhanta os românticos, os poéticos e os apaixonados, trazendo essa linda imagem que captei no primeiro dia de Lua Cheia do mês de abril (18/04/2011). A todos esses, segue minha contribuição, através da foto ilustrada, e também uma música que escolhi, e que, nesse exato momento, melhor se associa a idéia de sentimento iluminado por Ela (Lua) na vida de quem se permite.



Brilhe!



Ps. Outro dia eu falarei dos irracionais