quarta-feira, 7 de julho de 2010

Meu chefe!

Homenagem ao meu grande pai, avô, padrinho, amigo e companheiro. Brasileiro, cidadão nordestino, corinthiano, comerciante, sanfoneiro, motorista de praça e construtor. Exemplo perfeito de homem vitorioso e vencedor, da qual suas desgastadas rugas justificam seu grande empenho e esforço, em busca do humilde e merecido sucesso alcançado, simplesmente por ser e para ser, alguém que hoje tem dignamente o direito de gritar com honra e propriedade, diante de nossas ignorâncias, os básicos ensinamentos da vida incompreendida...